Acerte no dimensionamento de sua nuvem

Acerte no dimensionamento de sua nuvem

Elasticidade e eficiência são algumas das principais vantagens que a computação em nuvem oferece. No entanto, antes de explorar todos os recursos disponibilizados, é essencial que os profissionais tenham bem claras todas as necessidades de arquitetura AWS para dimensionar corretamente a carga de trabalho, e assim evitar o desperdício de recursos.

Neste processo de análise dos recursos a serem contratados, também conhecido como right sizing, o cliente é capaz de criar sua infraestrutura de acordo com a carga de trabalho existente, podendo realizar alterações rápidas para redimensionar seu ambiente, trazendo mais eficiência.

Isso é importante pois a necessidade de recursos muda constantemente e buscar o dimensionamento adequado deve se tornar um processo contínuo. Entretanto, também é preciso entender os riscos ligados às alterações, que não se limitam apenas ao fator economia.

Monitoramento

Um aspecto importante para o dimensionamento apropriado dos recursos é o monitoramento e análise da utilização dos serviços, necessários para se entender os padrões de desempenho e uso dos serviços utilizados em nuvem.

Um bom diagnóstico requer acompanhamento constante e, ao menos, algumas semanas de coleta de dados, o que permite ter informações suficientes sobre a carga de trabalho média e os picos de utilização.

Destacamos que as métricas que mais impactam o desempenho das instâncias são: CPU, memória, rede e uso de disco efêmero.

Uma vez com o ambiente bem dimensionado, a preocupação que vem à mente é custo. E a escolha que o usuário deve fazer é entre manter o custo sob controle sem comprometer o desempenho e gerar um risco significativo para o cliente.

Boas práticas

Pensando nisso, listamos algumas das melhores práticas para você dimensionar corretamente suas instâncias e atender aos requisitos de desempenho e capacidade da sua nuvem.

  • Utilize  instâncias reservadas: IRs permitem um gerenciamento mais previsível dos custos com instâncias EC2 e RDS. Dependendo da tempo de contratação, é possível atingir uma economia de até 70% nesses recursos.
  • Utilize instâncias spot: esse tipo de contratação de servidores EC2 podem reduzir os custos operacionais em até 90% quando comparadas com as instâncias on-demand. Porém, devido a sua natureza efêmera, é necessário uma avaliação técnica para saber se ela atende as necessidades de seu negócio.
  • Desligue instâncias quando não estão sendo utilizadas: pare as instâncias do Amazon EC2 que não estão em uso para diminuir os gastos nos ambientes de desenvolvimento. Ferramentas, como a EC2 Scheduler, podem ajudá-lo a automatizar as tarefas de ligar e desligar estes recursos.
  • Exclua recursos desativados: isso permite uma redução no esforço de pesquisa, uma melhora na organização de sua nuvem e evita que recursos antigos continuem sendo cobrados mesmo após não terem mais serventia.
  • Atualize instâncias de famílias antigas: Quando possível, converta instâncias de gerações mais antigas – que, em geral, possuem maior custo e menor performance – para as mais recentes.

Pronto para descobrir como obter a melhor performance em sua nuvem sem gastar mais por isso?  Com a CleanCloud você pode criar dashboards ilimitados para monitorar as métricas que são relevantes para seu negócio, e com os insights – uma avaliação diária e automática de sua nuvem – mostramos seus recursos que não estão bem dimensionados. Teste gratuitamente e aproveite ao máximo sua nuvem!

Leia também: Como a Nimbus Network reduziu seu custo de nuvem AWS em mais de 50%

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.