Amazon RDS: de que maneira você está gastando seu dinheiro e como economizar

Amazon RDS: de que maneira você está gastando seu dinheiro e como economizar

Para facilitar a operação, configuração e escalabilidade dos bancos de dados na nuvem, a AWS fornece acesso ao RDS – Relational Database Service. Esse tipo de serviço traz algumas vantagens e pontos positivos para os bancos de dados em nuvem, com a possibilidade de redução de custos com a AWS.

Assim, é fundamental entender os motivos para os gastos referentes a utilização do RDS e como isso impacta a sua aplicação e as possibilidades de otimização de sua operação com banco de dados.

Sobre o Amazon RDS – Relational Database Service

Um banco de dados relacional nada mais é do que uma coleção de dados com alguns relacionamentos entre si, o que faz com que existam retenções, links e representações entre os dados presentes nos diferentes bancos.

O Amazon RDS conta com 6 engine de banco de dados a disposição do cliente, sendo eles: MySQL, Amazon Aurora, Oracle, MariaDB, Microsoft SQL Server e PostgreSQL.

O fato da AWS oferecer suporte aos mecanismos citados acima facilita o trabalho e a sua implantação, pois o cliente apenas necessita realizar mudanças mínimas em sua configuração e quase nenhuma alteração em seu código e aplicação.

Além disso o Amazon RDS conta com as tarefas rotineiras referentes ao gerenciamento do banco de dados, como provisionamento, backup, recuperação, detecção de falhas, reparos, upgrade de versões automáticos e etc. Assim como outros produtos da AWS, o investimento é feito somente naqueles recursos que irão ser utilizados – mais informações sobre gastos e economia serão detalhadas nos tópicos abaixo.

O que e como se paga ao utilizar o serviço

O RDS traz um grande potencial de economia nos custos com banco de dados para o seu gerenciamento AWS.

Em termos gerais, o RDS é tarifado como um produto comum da AWS – no modelo pague o quanto usar. Esse modelo segue um direcional em que o cliente paga conforme a sua utilização, porém existem alguns tipos de operações que são considerados para o seu cálculo.

Existem 6 tipos de operações que afetam a cobrança:

  • Instance Hours;
  • Storage;
  • Backup Storage;
  • Data Transfer;
  • I/O Requests;
  • Provisioned IOPS (PIOPS).

Seguem abaixo os 3 tipos de operações que possuem uma maior contribuição para os custos e consequentemente uma maior relação de custo vs economia e como otimizá-los.

Instance hours

O RDS fornece uma seleção de tipos de instância que compreendem combinações variáveis ​​de CPU, memória, armazenamento e capacidade de rede que afeta diretamente o valor hora cobrado pela AWS.

Com o uso de instâncias reservadas para RDS é possível o desconto de até 60% em comparação às instâncias sob demanda que são geralmente os maiores gastos na utilização da AWS.

Sendo assim, escolher o tipo específico de família para cada tipo de trabalho faz a diferença na economia e otimização do banco de dados.

Provisioned IOPS (PIOPS)

O Provisionamento de IOPS (Input/Output operations per second) traz uma melhor performance para trabalhos intensos com I/O, assim como melhora o tempo e a consistência das suas respostas.

O aumento nos custos de PIOPS está ligado também a um alto custo com Storage, já que o fato desse tipo de produto ser vinculado com utilização de SSD (que oferece um maior desempenho para cargas de trabalho que dependem da latência) para o armazenamento.

Portanto, analisar se sua aplicação está utilizando banco de dados com PIOPS e julgando a real necessidade do provisionamento de uma quantidade previsível e confiável de I/O é fator relevante para a redução de custos.

Storage

Na utilização do RDS, a depender do tipo e quantidade de armazenamento utilizado o custo pode aumentar ou diminuir, sendo que cada tipo de aplicação requer um uso de armazenamento diferente dado a sua relevância.

Fazer a escolha correta da quantidade e tipo de armazenamento dependendo da criticidade da aplicação é outro fator relevante para redução de custo.

Como economizar utilizando o Amazon RDS

Para cada tipo de instância utilizada no Amazon RDS existe um formato diferente de custo, e seu uso depende da combinação de outros fatores como CPU, memória, capacidade da rede e etc.

Alguns pontos são importantes quando se almeja economia no gerenciamento do seu ambiente na AWS, como a reserva de instâncias RDS por um ou três anos, acarretando em menores taxas horárias.

A economia desejada também é possível através do constante monitoramento de seu banco de dados para um melhor uso de armazenamento, PIOPS e demais recursos.

Para saber mais sobre o serviço de Amazon RDS e como otimizar a economia de recursos e o potencial do seu banco de dados, entre em contato com a CleanCloud!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.