Mais um vazamento na nuvem e uma grande novidade do Oracle

Outro vazamento?

Conforme notícia da The Hack, foram expostos mais de 2,3 milhões de registros sensíveis, dentre eles informações pessoais de funcionários da rede McDonald’s Brasil. 

A falha ocorreu na nuvem de um terceiro que usava Elasticsearch, ferramenta para buscas de código aberto que trata grandes quantidades de dados, desprotegido e com livre acesso à usuários não-autenticados. 

Ainda que o vazamento tenha ocorrido em um ambiente no Google Cloud, este serviço também é disponível na Microsoft Azure e Amazon Web Services.

Merece destaque que o vazamento ocorreu na nuvem de um terceiro, que operava dados sensíveis da dona do Big Mac. E também vale contar que se a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) já estivesse em vigor isso não reduziria a multa, que viria com valores não tão amigáveis. 

Com entrevista com a Cleancloud!

Na reportagem o The Hack citou nosso CEO Henrique Vaz: “O ambiente (em nuvem) está mudando de forma constante e o profissional está focado nas novas soluções, sem tempo de parar e olhar para trás”. De fato a realidade é esta, os profissionais não conseguem revisitar configurações para evitar vazamentos.

Falando em nuvem…

Apostar no mercado de infraestrutura em nuvem está cada vez mais complicado com o domínio das gigantes AWS, Microsoft Azure e Google Cloud. 

A jornada da Oracle é um exemplo disso. A empresa conquistou tão pouco espaço que em menos de 2 anos desistiu da competição e optou por jogar com seus pontos fortes: banco de dados e aplicativos. 

Para isso a Oracle adotou parcerias com a Microsoft e as fabricantes de softwares VMware e Box para disponibilizar uma versão de serviço nuvem gratuita para incentivar desenvolvedores e estudantes a criar aplicativos para sua plataforma.

Em vez de competir com lideranças globais olhou para uma dor do mercado e estabeleceu a meta de se tornar a número 1 em aplicativos de nuvem. 

Foi visitar a Cleancloud?

Nos dias 16 e 17 de outubro aconteceu um dos eventos de tecnologia mais esperados do ano o IT Forum X com mais de 300 palestrantes e 8.000 participantes. 

E claro que a Cleancloud não ficou de fora! Fomos lá para apresentar o Inspect, plataforma de gerenciamento e otimização de custos para nuvem AWS e Azure, e o Score, produto de compliance, com verificações para GDPR, LGPD e Bacen 4.658, em nuvem AWS.