JEDI tem um vencedor!

Uma vitória surpreendente da Microsoft sobre a Amazon na corrida para colocar as mãos no contrato JEDI avaliado em 10 bilhões de dólares marcou a última sexta-feira. 

Iniciado em março de 2018, o projeto Joint Enterprise Defense Infrastructure, daí a sigla JEDI,  é um contrato no qual uma empresa de tecnologia seria responsável pela modernização digital do Pentágono e principalmente por disponibilizar melhor acesso a dados para os militares nos campos de batalhas e localizações remotas.  

Para lembrar, na corrida estavam todas gigantes do mercado: AWS, Microsoft, IBM, Google e Oracle porém com o passar dos meses o Pentágono acabou limitando a concorrência aos dois maiores fornecedores, AWS e Microsoft, o que gerou até processo da Oracle.

E essa não foi a única polêmica do processo. Não é segredo para ninguém que o presidente Donald Trump é um severo crítico da Amazon e para a surpresa de 0 pessoas, no comunicado para anunciar a Microsoft como vencedora o Pentágono destacou que a competição foi conduzida de maneira justa e legal. 

 

Provedores de nuvem continuam crescendo

As últimas semanas também foram de divulgação dos resultados do 3º trimestre nos EUA e vamos ao que interessa: AWS, Azure e GCP.

A AWS segue como a líder do mercado, com receita trimestral de US$ 9 bilhões, um aumento de 35% com relação ao mesmo trimestre do ano passado. Ainda que seja um crescimento muito relevante considerando o volume de vendas, foi menor que no segundo trimestre deste ano. Importante destacar que a AWS representa 72% do lucro operacional da Amazon. 

Em segundo lugar segue a Azure, que cresceu 59% com relação ao mesmo período do ano passado segundo a Microsoft. Dizemos isso pois a empresa de Bill Gates não divulga o resultado da Azure separadamente, mas junto com o negócio da nuvem e outros serviços como Office 365, teve receita de 10,8 bilhões, 27% a mais em relação ao mesmo trimestre do ano passado. 

Em um distante terceiro lugar vem o GCP, que assim como a Azure não divulga o resultado de forma separada e com um agravante: o resultado vem em “outras receitas”, que inclui negócios como vendas no app store e de hardware. Esse conjunto de negócios gerou uma receita no trimestre de US$ 6,4 bi.

Falando em números…

Você sabia que o desperdício médio em infraestruturas em nuvem é de 40%? 

Faça um teste gratuito e em apenas um dia saiba o potencial de economia de sua nuvem AWS com o CleanCloud Inspect