Tipos de instâncias EC2: Guia de referência

Tipos de instâncias EC2: Guia de referência

A AWS oferece uma gama de instâncias EC2 otimizadas para diversos propósitos. O que é ótimo, já que o serviço pode ser adequado para diferentes negócios.

Vamos explicar, no texto a seguir, a função de cada uma delas para que você escolha a melhor para as necessidades de sua infraestrutura na nuvem.

E para facilitar ainda mais seu trabalho, a CleanCloud desenvolveu uma tabela sumarizando cada tipo de instância e seu propósito.

Uso geral

Tipo: T3

O que é: Instância de baixo custo que oferece um nível básico de desempenho da CPU com capacidade de intermitência acima da linha de base.

Para que serve: Aplicativos de diversos usos, como serviços simples, aplicações interativas de baixa latência, banco de dados de pequeno e médio porte e ambientes de desenvolvimento.

Como lembrar: t de turbo

Mais informações: https://aws.amazon.com/pt/ec2/instance-types/t3/

 

Tipo: M5

O que é: Instância que oferece um equilíbrio de recursos de computação, memória e redes, com uma boa relação preço/performance.

Para que serve: Servidores web e de aplicativos, servidores de back-end para aplicativos empresariais, servidores de jogos, frotas de caching e ambientes de desenvolvimento de aplicativos.

Como lembrar: m de capacidade média ou meio-termo

Mais informações: https://aws.amazon.com/pt/ec2/instance-types/m5/

Otimizadas para computação

Tipo: C5

O que é: As instâncias C5 oferecem o menor preço por vCPU no Amazon EC2 e são ideais para executar cargas de trabalho avançadas que exigem muita computação.

Para que serve: Servidores Web de alto desempenho, computação de alto desempenho (HPC), processamento de lotes, jogos multijogador altamente escaláveis, codificação de vídeo, modelagem científica, análise distribuída e inferência de machine learning e deep learning.

Como lembrar: c de computação

Mais informações: https://aws.amazon.com/pt/ec2/instance-types/c5/

Memória otimizada

Tipo: R5

O que é: Suportando o alto uso de memória para aumentar a performance e reduzir a latência, essas instâncias fornecem memória adicional por vCPU e seu maior tamanho, r5.24xlarge, fornece 768 GiB de memória.

Para que serve: Bancos de dados de alta performance, caches distribuídos na memória na escala da web, bancos de dados na memória de porte médio, análises de big data em tempo real.

Como lembrar: r de RAM

Mais informações: https://aws.amazon.com/pt/ec2/instance-types/r5/

 

Tipo: X1e

O que é: Instâncias com a maior capacidade de memória por vCPU no Amazon EC2. Suas configurações gigantescas permitem uma alta largura de banda de memória e grandes caches L3 que melhoram muito a performance de aplicações em memória.

Para que serve: Banco de dados de alta performance de grande porte, aplicações in-memory (por exemplo banco de dados como Neo4j e Titan) e outras aplicações enterprise que utilizam processamento distribuído em memória (como Solr).

Como lembrar: x de eXtremo

Mais informações: https://aws.amazon.com/pt/ec2/instance-types/x1e/

 

Tipo: z1d

O que é: Oferecem alta capacidade computacional e grandes quantidades de memória. As instâncias z1d de alta frequência oferecem uma frequência sustentada de até 4,0 GHz em todos os núcleos, a mais rápida entre todos os tipos de instâncias da AWS.

Para que serve: Ideal para cargas de trabalho de alguns bancos de dados relacionais com alto custo de licenciamento por núcleo (dessa forma é possível aproveitar ao máximo cada um dos núcleos de processamento).

Como lembrar: z de Zoom

Mais informações: https://aws.amazon.com/pt/ec2/instance-types/z1d/

Computação acelerada

Tipo: P3

O que é: Instâncias com até oito GPUs, focadas em aplicações de aprendizado de máquina e aplicativos de computação de alta performance. Instâncias P3 fornecem até 1 petaflop (ou 1024 teraflops – ou um quadrilhão de operações flutuantes por segundo) de performance por instância para acelerar significativamente machine learning e os aplicativos de computação de alta performance.

Para que serve: Serviços de aprendizado de máquina (machine learning) e aprendizado profundo (deep learning) – instâncias P3 podem reduzem os tempos de treinamento de machine learning de dias para minutos.

Como lembrar: p de aprendizado Profundo

Mais informações: https://aws.amazon.com/pt/ec2/instance-types/p3/

 

Tipo: G3

O que é: Instâncias de gráficos de GPU. Essas instâncias oferecem uma combinação poderosa de CPU, memória de host e capacidade de GPU.

Para que serve: aplicativos com uso intenso de gráficos, como visualizações 3D, estações virtuais de trabalho de médio e grande porte, software de aplicativo virtual, renderização 3D, streaming de aplicativos, codificação de vídeo, jogos e outras cargas de trabalho gráficas do lado do servidor.

Como lembrar: g de aprendizado Gráfico ou GPU

Mais informações: https://aws.amazon.com/pt/ec2/instance-types/g3/

 

Tipo: F1

O que é: Instância de computação com matrizes de portas programáveis em campo (FPGAs) que podem ser programadas para criar aceleração de hardware personalizadas para aplicativos.

Para que serve: As instâncias F1 são disponibilizadas com todos os itens necessários para criar, desenvolver, simular, depurar e compilar código de aceleração de hardware personalizadas para aplicativos.

Como lembrar: f de Físico

Mais informações: https://aws.amazon.com/pt/ec2/instance-types/f1/

Otimizadas para armazenamento

Tipo: H1

O que é: Instâncias com discos HDD (hard drive disk – ou discos magnéticos), projetadas para aplicativos que exigem alto throughput de disco e alto acesso de E/S sequencial a discos com conjuntos de dados muito grandes, tudo isso com um baixo custo

Para que serve: Cargas de trabalho com uso intenso de dados, como aquelas baseadas no MapReduce, sistemas de arquivos distribuídos,, sistemas de arquivos em rede, aplicativos de processamento de logs ou dados, como Apache Kafka e clusters de big data.

Como lembrar: h de HDD

Mais informações: https://aws.amazon.com/pt/ec2/instance-types/h1/

 

Tipo: I3

O que é: Instâncias para cargas de trabalho altamente transacionais e de baixa latência. As instâncias I3 oferecem o melhor preço por performance de E/S (Entrada/Saída ou I/O).

Para que serve: Bancos de dados NoSQL, bancos de dados na memória, armazenamento de dados, Elasticsearch e análises.

Como lembrar: i de I/O (Input/Output)

Mais informações: https://aws.amazon.com/pt/ec2/instance-types/i3/

 

Tipo: D2

O que é: Oferecem até 48 TB de armazenamento local baseado em HDD, proporcionam alto throughput de disco e oferecem o preço mais baixo por performance de throughput de disco do Amazon EC2.

Para que serve: Armazenamento de dados para processamento paralelo massivo (MPP), computação distribuída de MapReduce e Hadoop, sistemas de arquivo distribuídos, sistemas de arquivos de rede e aplicativos de processamento de logs ou dados.

Como lembrar: d de Disco

Gerações mais antigas dentro de cada tipo de instância ainda estão disponíveis para compra – por exemplo, P3 é a instância “P” mais recente, mas P2 ainda está disponível.

Contudo, os tipos mais recentes tendem a ter um desempenho melhor por um preço menor, então tente evitar utilizar versões mais antigas e se planeje para migrar suas antigas instâncias para os novos tipos.

Agora já sabe como escolher a melhor instância EC2 para sua infraestrutura na nuvem. Você pode consultar a tabela sempre que precisar. Quer entender como gerenciar e otimizar suas instâncias? Entre em contato com um de nossos especialistas!

Um comentário em “Tipos de instâncias EC2: Guia de referência

  1. avatar
    Juliano Zinni disse:

    Excelente resumo dos tipos de instância da AWS, parabéns. Um detalhe… a imagem incorporada no artigo não está carregando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.